As relações de poder e as disputas simbólicas pelo Guandu em Cachoeiro de Itapemirim (1966 – 2016)

Nome: Silvana Maria Gomes da Rocha
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 25/07/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Maria Cristina Dadalto Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Aldieris Braz Amorim Caprini Examinador Externo
Maria Cristina Dadalto Orientador
Sebastião Pimentel Franco Examinador Interno

Resumo: A importância comercial de Cachoeiro de Itapemirim, ao longo do século XIX, proporcionou a formação de uma elite política com forças suficientes para instalar, na ainda Vila, a primeira ferrovia do Espírito Santo – Companhia de Navegação e Estrada de Ferro Espírito Santo Caravelas. Contudo, a implantação do regime republicano e a ampliação da malha férrea no estado exigiram obras, as quais contribuíram para a formação do Guandu. Este bairro de Cachoeiro de Itapemirim, desde as sua origens até os dias atuais, possui diversas características: algumas quase intactas, outras, alteradas pela ação do poder público ou que tem sido alvo de reflexões por parte das cidadãs, cidadãos e setores administrativos da municipalidade. Tal processo faz parte do embate politico inerente aos diferentes grupos sociais, cujos interesses, uma vez em proeminência, têm determinado, nos últimos cinquenta anos – 1966 a 2016 -, a configuração urbana do Guandu.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910