O Império das Repúblicas: Projetos Políticos Republicanos no Espírito Santo, 1870-1908

Nome: Karulliny Silverol Siqueira
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 09/12/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Adriana Pereira Campos Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Adriana Pereira Campos Orientador
Fernanda Cláudia Pandolfi Examinador Externo
José Murilo de Carvalho Coorientador
Marcello Otávio Neri de Campos Basile Examinador Externo
Rita de Cássia Maia e Silva Costa Examinador Externo
Sebastião Pimentel Franco Examinador Interno

Resumo: A partir de 1870, com a atuação dos liberais radicais, e, posteriormente, com a criação do Partido Republicano na Corte, intensificou-se a crítica ao Império Brasileiro. Na perceção deste grupo, a República passou a ser a única solução para os problemas do país. O ideário republicano, no entanto, não se mostrou homogêneo no Império, já que ao menos três modelos republicanos foram expostos nos últimos anos do século XIX: o projeto jacobino, apoiado na
vertente francesa, o projeto republicano positivista, e ainda o liberal americano. Desta forma, ao identificar a pluralidade do republicanismo em âmbito nacional, este estudo objetiva compreender os projetos republicanos que disputaram espaço no Espírito Santo nos últimos anos do século XIX, destacando também o processo de consolidação do novo regime. Pretendese,
neste sentido, identificar a recepção das correntes republicanas que emanavam da Corte, a fim de compreender a ressignificação destes ideais diante das demandas locais. Esta investigação tem a imprensa como principal corpus documental, identificando-a como espaço propício ao debate político do período e também como veículo partidário dos grupos políticos locais. Para a análise da documentação, esta pesquisa se baseia no estudo das linguagens
políticas, propondo a identificação dos vocábulos mais utilizados em meio à propaganda republicana no Espírito Santo, a fim de compreender os diferentes projetos políticos em em voga, além da composição de uma nova linguagem, permeada também por ressignificações que compunham a dinâmica política do novo regime. Além do estudo das linguagens, esta investigação é também norteada pelo conceito de cultura política, com a finalidade de identificar novos valores e símbolos que se inserem na sociedade capixaba após o advento da
República. Com base nas premissas teórico-metodológicas citadas, torna-se possível destacar as especificidades do republicanismo no Espírito Santo, delimitando suas temporalidades, além de suas características distintas nas diversas partes da província, que, por sua vez, irão conflitar até meados de 1908, momento de consolidação da política republicana local.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910